Terça, 02 Maio 2017 15:42

Malha Cicloviária

Written by

Prefeitura de Fortaleza amplia malha cicloviária em 172% e bate recorde histórico na cidade

Com o Programa de Expansão da Malha Cicloviária em amplo desenvolvimento, a Prefeitura de Fortaleza, somente no período da atual gestão, bateu um recorde histórico, ampliando em 172% a rede cicloviária na cidade. Para se ter uma ideia, somente de setembro a dezembro de 2016, foram concluídos cerca de 23 quilômetros de novas ciclofaixas, ciclovias e ciclorrotas, cujas estruturas estão distribuídas nos bairros Jóquei Clube, José Walter, Parque Araxá, Messejana, Parangaba, Cocó, Luciano Cavalcante e Guararapes.

 

Dessa forma, a cidade, que tinha 72,9 quilômetros de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 198,7 quilômetros de rede cicloviária, sendo 96,9 km de ciclovias, 101,1 km de ciclofaixas e 0,7 km de ciclorrotas. Os trabalhos são coordenados pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e as Regionais.

 

Mapa da Malha Cicloviária: http://bit.ly/1YowBMC

 

Malha Cicloviária existente

 

CICLOVIAS

Extensão (km)

Data de implantação

Av. Osório de Paiva

4,0

antes de julho 2003

Via Expressa

4,6

antes de julho 2003

Av. Washington Soares

11,0

antes de julho 2003

Av. Rogaciano Leite

1,1

antes de julho 2003

Av. Pompílio Gomes (parte 1)

0,9

antes de julho 2003

Av. Pompílio Gomes (parte 2)

0,3

antes de julho 2003

Av. Pres. Costa e Silva (parte 1)

1,0

antes de julho 2003

Av. Pres. Costa e Silva (parte 2)

0,7

antes de julho 2003

Av. Sen. Carlos Jereissati

4,1

antes de julho 2003

Av. Cel. Matos Dourado

1,3

antes de julho 2003

Av. Bernardo Manuel

3,7

out/04

Av. Godofredo Maciel

7,3

jun/07

Av. D (José Walter)

3,0

out/09

Av. Eng. Humberto Monte

2,1

jan/11

Av. Mister Hull

1,8

mar/11

Av. Sargento Hermínio

0,5

nov/11

Av. Bezerra de Menezes

3,3

jul/12

Av. Maestro Lisboa

6,1

jul/12

Rio Maranguapinho oeste (lado esq.)

1,7

jul/12

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 1

1,6

jul/12

Vila do Mar (1ª etapa)

3,0

ago/12

Av. Valparaíso

0,6

ago/12

Rio Cocó (lado esq.)

0,6

ago/12

Rio Maranguapinho sul (lado dir.)

0,8

set/12

Ciclovia METROFOR

2,2

jul/13

Av. Chanceler Edson Queiroz

0,7

dez/13

Av. Alberto Craveiro

2,1

mar/14

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 2

0,8

jun/14

Av. Paulino Rocha

0,8

jun/14

Av. Zezé Diogo

5,6

jun/14

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 3

0,1

nov/14

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 4

0,2

jul/15

Rio Maranguapinho sul (lado esq.)

2,3

jul/15

Rua Costa Mendes

0,2

set/15

Av. Quarto Anel Viário (parte 1)

4,2

set/15

Av. Quarto Anel Viário (parte 2)

0,5

set/15

Rio Cocó (lado direito) – parte 1

2,0

out/15

Rua Miguel Aragão

0,3

out/15

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 5

0,9

abr/16

Av. Beira Mar

1,1

mai/16

Vila do Mar (2ª etapa)

1,8

jun/16

Av. Cel Matos Dourado

0,1

set/16

Av. Germano Franck

0,5

set/16

Av. José Jatahy

0,6

set/16

Rua Equador (continuação)

0,5

out/16

Rio Cocó (lado direito) - parte 2               

1,1

dez/16

Rio Maranguapinho oeste (lado dir.) - parte 6

0,7

abr/16

Av. Quarto Anel Viário (parte 3)              

2,5

dez/16

Total

96,9

 

CICLOFAIXAS

Extensão (km)

Data de Implantação

Av. Raul Barbosa (na calçada)

1,2

mar/10

Av. Benjamim Brasil

2,1

set/12

Rua Canuto de Aguiar

2,2

out/13

Rua Ana Bilhar

2,0

set/13

Av. Santos Dumont (trecho binário)

1,7

jun/14

Av. Dom Luís

1,9

jun/14

Av. Santos Dumont (trecho antes do binário)

1,6

set/14

Rua Rui Barbosa

3,8

out/14

Av. Deputado Moreira da Rocha

0,8

nov/14

Av. Antônio Sales

3,5

nov/14

Rua Carlos Vasconcelos

3,9

dez/14

Rua Emilio de Menezes

2,1

jan/15

Rua Vital Brasil

2,1

jan/15

Rua Oscar França

4,0

jan/15

Rua Oscar Araripe

4,0

jan/15

Rua Taquari / Antônio Neri

0,8

jan/15

Rua José Cândido/José de Barcelos

1,7

abr/15

Rua Pe. Anchieta/Raimundo Arruda

2,2

abr/15

Rua Pereira de Miranda

0,1

mai/15

Av. Jangadeiros

0,3

mai/15

Rua Frederico Borges

0,4

mai/15

Rua Alberto Magno

2,1

jun/15

Av. Gomes de Matos

2,1

jun/15

Rua Romeu Martins

0,1

jun/15

Rua Jorge Dummar

0,3

jul/15

Rua Damasceno Girão

0,6

jul/15

Rua Antônio Mendes

0,1

jul/15

Rua Antenor Frota Wanderley

0,3

jul/15

Rua Waldery Uchoa

0,5

jul/15

Praça da Paz Dom Helder Câmara

0,6

jul/15

Rua Érico Mota

1,3

set/15

Rua César Fontenele

0,4

set/15

Rua Costa Mendes (sul)

0,7

set/15

Rua Costa Mendes (norte)

0,8

set/15

Rua Aquiraz

0,2

set/15

Rua André Chaves

0,5

set/15

Rua Nestor Barbosa

0,3

set/15

Av. Valparaíso

0,9

nov/15

Rua General Tertuliano Potiguara

1,1

dez/15

Rua Osvaldo Cruz

0,2

dez/15

Rua João Brígido

1,4

dez/15

Rua Dom Expedito Lopes

0,8

dez/15

Av. Historiador Raimundo Girão

0,5

dez/15

Rua Ildefonso Albano

0,1

dez/15

Av. Beira Mar (trecho Praia de Iracema)

0,5

dez/15

Av. Almirante Barroso

0,2

dez/15

Rotatória Castelão

0,3

fev/16

Av. Alberto Craveiro

0,3

fev/16

Av. Juscelino Kubitschek

2,6

fev/16

Rua Cel. Mozart Gondim

0,9

mar/16

Rua Gal. Piragibe

0,7

mar/16

Rua Eretides Martins

0,9

mar/16

Rua Dom Lino

0,7

mar/16

Rua Emiliano de Almeida Braga

0,6

abr/16

Rua Estrada do Itaperi

0,2

abr/16

Av. Beira Mar (trecho Meireles)

2,0

mai/16

Av. D (Cj. Ceará)

0,8

mai/16

Rua Ari Maia

1,4

mai/16

Rua Maria Júlia

1,5

jun/16

Rua Rio Grande do Sul

2,5

jun/16

Av. H (Cj. Ceará)

1,8

ago/16

Av. Min. Albuquerque Lima (Cj. Ceará)

2,2

ago/16

Rua Crisanto Moreira da Rocha

1,6

ago/16

Av. Domingos Olímpio

2,5

set/16

Rua João Oliveira

1,3

set/16

Rua Letícia

0,3

set/16

Rua Pergentino Maia

1,3

set/16

Rua Pe. Pedro de Alencar

0,1

set/16

Rua Cel. Dionísio Alencar

0,4

set/16

Rua Dr. Joaquim Bento

0,2

set/16

Rua Antônio Barros

0,3

set/16

Rua Ten. Jurandir Alencar

0,2

set/16

Av. Eng. Santana Jr

0,6

set/16

Av. Pe. Antônio Tomás

0,2

set/16

Rua Pernambuco

1,4

set/16

Rua Franco Rocha

0,5

set/16

Rua Padre Sá Leitão

0,2

set/16

Av. Carneiro de Mendonça

1,0

set/16

Rua Germano Franck

0,4

set/16

Rua Almirante Rubim

1,2

set/16

Rua Romeu Martins

0,3

set/16

Av. João Araújo Lima

2,8

out/16

Rua Monsenhor Carneiro da Cunha

2,0

out/16

Av. José Jatahy

1,0

out/16

Av. Miguel Dias

1,5

dez/16

Av. Pinto Bandeira

1,4

dez/16

Total

101,1

 

Ciclorrotas

Extensão (km)

 

Rua Nunes Valente

0,1

nov/14

Rua Duarte da Costa

0,6

set/16

Total

0,7

 

TOTAL (ciclovias + ciclofaixas + ciclorrotas)

198,7

 

 

 

Sexta, 28 Abril 2017 14:32

Segurança no Trânsito

Written by

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, em 2016, uma série de ações do Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza, envolvendo atividades de educação, fiscalização e infraestrutura. As iniciativas fazem parte de uma parceria entre a Prefeitura e o Programa de Segurança Viária da Bloomberg Philanthropies, uma instituição filantrópica com sede em Nova Iorque que objetiva traçar ações de curto, médio e longo prazos para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves no trânsito.

 

Fortaleza foi uma das dez cidades selecionadas em todo o mundo para participar do programa da Bloomberg Philanthropies, que oferecerá à capital uma assistência técnica de especialistas globais em segurança no trânsito. O Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), que vem realizando, inclusive, treinamento para agentes e setores de inteligência do trânsito, campanhas educativas, ações de redução de acidentes, a exemplo das faixas elevadas e em diagonal para pedestres, além do estímulo ao uso de bicicletas nos deslocamentos urbanos.

 

Mais que benefícios para a mobilidade urbana em Fortaleza, as ações visam promover uma humanização do trânsito e tentar resolver aspectos da saúde pública, já que o desafio é reduzir, nos próximos cinco anos, o número de acidentes de trânsito em Fortaleza. A parceria visa disseminar as melhores práticas em segurança viária entre as cidades que hoje sofrem com os acidentes de trânsito que terminam por se transformar em um problema de saúde pública.

 

O Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza está baseado no monitoramento dos dados de acidentes de trânsito, com estudo sobre o desenho urbano e vias seguras, além de ações de fiscalização, educação, comunicação, mídia e marketing.

 

Diagnóstico, mapeamento e monitoramento das áreas de risco – Dentro deste organograma, as principais ações para 2016 serão o diagnóstico, mapeamento e monitoramento das áreas de risco a partir de um sistema georreferenciado de registro de acidentes no trânsito. Por meio deste trabalho, será possível um melhor conhecimento dos pontos críticos e dos perfis de acidentes e acidentados para o tratamento de locais problemáticos e apoiar a fiscalização planejada.

 

Programa de apoio ao pedestre – Com o projeto piloto já iniciado em quatro pontos do bairro Messejana (Regional VI), que já contam com travessias elevadas para pedestres, e também no cruzamento das avenidas Historiador Raimundo Girão e Rui Barbosa (Regional II), que recebeu a primeira faixa em diagonal para pedestres, também conhecida como "faixa em X", entregue recentemente com o Binário da Praia de Iracema, será dado continuidade ao Programa de Apoio ao Pedestre, que prevê 40 travessias elevadas na cidade em 2016. O projeto deverá contemplar todas as regionais, em locais próximos a escolas e hospitais, levando em consideração também a ocorrência de acidentes. Outras ações de apoio ao pedestre estão sendo avaliadas e serão executadas.

 

Tratamento de pontos críticos – Também será ampliado em 2016 o tratamento de pontos críticos de acidentes na cidade, a exemplo do que já foi feito em setembro deste ano no cruzamento da Rua Gustavo Braga com a Avenida José Bastos (Regional III), onde foi implantado um semáforo para facilitar o acesso no deslocamento ao Centro da cidade, como parte do projeto do Binário do bairro Rodolfo Teófilo.

 

Plano de gestão de velocidade – Também em 2016, será implantado gradualmente o Plano de Gestão de Velocidade, envolvendo o novo Sistema de Informação de Acidentes de Trânsito (SIAT) e elementos de moderação do tráfego, como travessias elevadas e ilhas para pedestres em contextos específicos, como em frente a escolas e hospitais.

 

Nova abordagem de fiscalização – Durante as novas abordagens em blitze pelos bairros e vias da cidade, o trabalho será feito em conjunto pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Guarda Municipal, Detran-CE e PRE-CE. Com isso, haverá uma maior percepção da ação de fiscalização tática e estratégica, baseada em dados e inteligência, criando a expectativa social de que o transgressor será flagrado em qualquer lugar e a qualquer momento. Também está prevista a realização de operações relâmpago, com foco no combate à prática de “beber e dirigir” e ao não uso do capacete.

 

Estratégia de comunicação e educação no trânsito – Envolvendo a sociedade, os órgãos da administração pública e os meios de comunicação, o programa vai promover estratégias para mudança de comportamentos. Nesse sentido, estão previstas ações de alinhamento com as escolas de Fortaleza e imprensa, com foco nos principais fatores de risco de acidentes apontados nas pesquisas, como blitze educativas, atividades nas ruas, distribuição de matérias informativos, dentre outros aspectos.

 

 

Plano de segurança no trânsito para motociclistas – Com a consultoria de especialistas internacionais e o apoio do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), serão realizadas ações específicas voltadas para os motociclistas em Fortaleza, levando em conta planos similares já desenvolvidos em outras cidades.

Sexta, 28 Abril 2017 14:28

Ciclofaixa de Lazer

Written by

Ciclofaixa de Lazer realiza três rotas ligando vários bairros ao Centro

 

A Prefeitura de Fortaleza ampliou a Ciclofaixa de Lazer, que agora conta com três rotas saindo dos bairros São Gerardo, Montese e Cocó em direção ao Passeio Público, no Centro. Nos percursos, que acontecem de 7h às 13h, os ciclistas podem trafegar pela recém-inaugurada ciclofaixa da Avenida Domingos Olímpio, pela ciclovia da Avenida Bezerra de Menezes, além de outras importantes vias da cidade, como a Rua Senador Pompeu e as avenidas Professor Gomes de Matos, Expedicionários e Santos Dumont. No total, são quatro pontos de apoio que oferecem diversos serviços e cerca de 21 quilômetros de percurso convergindo ao Centro, permitindo que ciclistas de todas as idades pedalem de forma segura e desfrutem as belezas da cidade.

 

Nova Rota Oeste

A nova Rota Oeste liga a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), ao Passeio Público, num percurso de 4,7 quilômetros. O circuito passa pelas ruas Três, Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para a Avenida Domingos Olímpio e Rua Senador Pompeu, onde finaliza no ponto de convergência do Passeio Público, por trás da 10ª Região Militar.

 

Nova Rota Sul

Já a nova Rota Sul, com aproximadamente 6,3 quilômetros, liga a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), ao Passeio Público. O percurso parte da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Pré Nove, depois pela Avenida dos Expedicionários e Rua Senador Pompeu, chegando à Rua João Moreira, onde finaliza no Passeio Público.

 

Rota Leste

A já conhecida Rota Leste, com cerca de 10 quilômetros, permanece com sua realização normalmente, saindo do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pela Nova Praça Portugal e pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó.  O percurso seguirá pela Rua Valdetário Mota, e pelas avenidas Santos Dumont, Avenida dos Jangadeiros, Júlio Abreu, Dom Luís, Virgílio Távora, Rua Júlio Ibiapina, além das avenidas Abolição, Desembargador Moreira, Beira Mar, Rui Barbosa, Historiador Raimundo Girão, Almirante Barroso, Pessoa Anta, Alberto Nepomuceno e Rua Dr. João Moreira, onde finaliza no Ponto de Apoio do Passeio Público.

 

Pontos de Apoio

Para garantir o suporte aos cliclistas, a Ciclofaixa de Lazer oferece agora quatro pontos de apoio, divididos no Passeio Público (Centro), Praça Jonas Freitas (São Gerardo), Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida (Montese) e no Anfiteatro do Parque do Cocó. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Guarda Municipal dão suporte em todas as rotas.

 

Nos pontos de apoio do Passeio Público, Praça Jonas Freire e Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, há aluguel de bicicletas, distribuição por parte da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) de mudas de pequeno e de médio porte, plantas nativas (ipê, pau-branco, cedro, cajueiro, acerola, goiaba) e ornamentais (mino-alamandra, espadinha, mini- lacre, beijinho), atendimento do SAMU.

 

No ponto de apoio do Passeio Público e na Praça Jonas Freire, podem ser feitos cadastros do Bilhete Único e do projeto Bicicleta Integrada, por parte do Sindiônibus, bastando apresentar CPF, RG e comprovante de endereço atualizado. Já no ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó haverá aluguel de bicicletas.

 

Iniciada em 21 de setembro de 2014, a Ciclofaixa de Lazer é uma das principais opções de programação cultural e esportiva para todas as idades aos domingos em Fortaleza. É uma iniciativa da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da equipe do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), notabilizado-se com a participação de cerca de 4 mil ciclistas a cada edição. Inauguradas no domingo anterior (04/09), as novas rotas Oeste e Sul têm o apoio institucional do Extra.

Quinta, 30 Março 2017 18:05

Fiscalização Eletrônica

Written by

A fiscalização eletrônica está cada vez mais presente no cenário das grandes cidades com a finalidade de ajudar os órgãos de trânsito no cumprimento das normas de circulação, através da aplicação de tecnologia moderna de informática. Atualmente, 333 pontos da cidade são monitorados por esses equipamentos, que tornam o trânsito mais seguro ao inibir o comportamento inseguro nas vias.

Os equipamentos instalados junto aos semáforos fiscalizam avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade. Já os equipamentos situados no meio-de-quadra captam o desrespeito à velocidade máxima permitida na via. Todos os equipamentos podem registrar desrespeito a restrições de circulação em horários ou locais definidos, como nos casos de faixas exclusivas e restrições de circulação de caminhões pesados, por exemplo.

Funcionamento e processamento

Independente do tipo, os aparelhos funcionam por meio de sensores instalados na pista que detectam a passagem dos veículos e acionam as câmeras quando identificada a ocorrência de infrações.

Após registradas, cada imagem e dados das infrações são avaliadas individualmente por um grupo de agentes de trânsito especializados que lavram ou não a autuação em função da qualidade da imagem, da situação observada e dos dados apresentados pelos equipamentos.

Critérios de implantação

Cada ponto de instalação dos equipamentos é definido pelo Departamento de Engenharia de Trânsito (Dieng), considerando-se as características locais de volume de tráfego de veículos e pedestres, número de acidentes, velocidade média veicular, condições especiais de perigo, trânsito de pedestres, geometria das vias, dentre outras.

Transmissão de vídeo

Como todo produto informatizado, a evolução da tecnologia tem provido melhorias de desempenho, seja em velocidade e capacidade de processamento ou mesmo na qualidade dos sensores de imageamento. Exemplo disso é que os existentes em Fortaleza possuem recursos adicionais que ajudarão no gerenciamento do tráfego, dentre os quais se destaca a transmissão de vídeos online.

Todos os equipamentos transmitem vídeo em tempo real para o Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR) permitindo que a central identifique pontos de ocorrência de incidentes que afetem a fluidez e a segurança do trânsito e acione as medidas necessárias para a solução dos problemas detectados.

Além disso, com a inclusão do vídeo nesses equipamentos, as infrações de avanço do sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres, conversão e retorno proibidos serão também capturadas em vídeo a fim de evitar conflitos de interpretação nos casos em que, por exemplo, o condutor do veículo parou sobre a faixa de pedestre para dar passagem a um veículo de resgate, ambulância ou viatura policial. Dessa forma, é um importante mecanismo que permitirá uma melhor observação quanto ao comportamento de motoristas em situações como as citadas e, se justificável, desconsiderar o registro do equipamento de fiscalização.

Quinta, 30 Março 2017 18:03

Indicação de Condutor

Written by

A indicação do condutor é o procedimento pelo qual o proprietário do veículo informa para a autoridade de trânsito quem dirigia o veículo no momento da autuação, com o objetivo de informar quem é o infrator a receber os pontos em seu prontuário. O prazo para essa indicação é de aproximadamente 15 dias após receber a notificação de autuação. A data limite vem expressa no próprio auto.

Além deste serviço ser realizado de forma presencial em uma das centrais de atendimento da AMC, o cidadão tem a possibilidade de fazer a indicação de condutor pela internet.

Saiba como: 

O primeiro passo é acessar o site oficial (www.fortaleza.ce.gov.br), optar pelo menu mobilidade e o serviço “Indicação de Condutor”. Em seguida, o usuário deve clicar no link sugerido (centralamc.com.br) que irá lhe direcionar para outra página. 

Neste momento, será feito um cadastro inicial com preenchimento dos dados pessoais e a partir dali o cidadão poderá ter acesso ao Atendimento Online. A próxima etapa é escolher o tipo de processo desejado, preencher o formulário e anexar a documentação exigida. Além da “Indicação de Condutor”, são oferecidos outros serviços como antecipação de penalidade, defesa prévia, recurso à Jari, recurso ao Cetran, solicitações gerais e ressarcimento. 

Com esse instrumento eletrônico, a AMC espera facilitar a vida de todos, otimizando os serviços e evitando maiores transtornos. Para qualquer dúvida ou esclarecimento, o munícipe pode entrar em contato com o órgão através do número 3025-0081. 

 

Atendimento presencial:

Central de Atendimento da AMC (Rua Monteiro Lobato, número 53 - Bairro de Fátima)

RioMar Fortaleza (Rua des. Lauro Nogueira, número 1500 - Papicu)

Vapt-Vupt de Messejana (Av. Jornalista Tomaz Coelho, número 602 - Messejana)

Vapt-Vupt do Antônio Bezerra (Rua Demétrio Menezes, número 3750 - Antônio Bezerra)

 

Quinta, 30 Março 2017 17:57

Infrações

Written by

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) relaciona, do seu artigo 162 ao 255, um total de 243 condutas consideradas infrações de trânsito e passíveis de penalidade. A legislação prevê punições de natureza administrativa, conforme o Art. 256 do CTB dispõe:

Art. 256 - A autoridade de trânsito, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua circunscrição, deverá aplicar, às infrações nele previstas, as seguintes penalidades:

I - advertência por escrito
II - multa
III - suspensão do direito de dirigir
IV - apreensão do veículo
V - cassação da Carteira Nacional de Habilitação
VI - cassação da Permissão para Dirigir
VII - frequência obrigatória em curso de reciclagem.

As infrações punidas com multas classificam-se de acordo com sua gravidade:

Natureza                           Valor                              Pontuação
Gravíssima                      R$ 293,47                        7 pontos
Grave                              R$ 195,23                        5 pontos
Média                              R$ 130,16                        4 pontos
Leve                                R$ 88,38                          3 pontos

Não esqueça! Se você obtiver 20 (vinte) pontos acumulados, durante um ano, em infrações de trânsito, você terá seu direito de dirigir suspenso!

Quinta, 30 Março 2017 17:55

Veículos Removidos

Written by

Veículos removidos nas operações desenvolvidas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) são encaminhados para o depósito do órgão, localizado na Av. Juscelino Kubitschek, número 5.800, no bairro Passaré. 

Para saber informações sobre a remoção, clique aqui.

Após constatar que o veículo encontra-se retido, o proprietário deve comparecer ao depósito para iniciar o procedimento de liberação do veículo. Ao chegar no pátio, o primeiro passo é apresentar as originais e cópias dos seguintes documentos: carteira de habilitação ou RG e CPF, além do CRLV. Em seguida, será emitido um boleto com as taxas a serem pagas nas casas lotéricas ou agências bancárias.

Depois de efetuar o pagamento, o proprietário deve apresentar o comprovante para que o veículo seja liberado.  

Obs: é necessário ainda se certificar de que não possui nenhum débito em atraso junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), como licenciamento e seguro obrigatório. 

Caso o proprietário não possa se dirigir ao depósito para o trâmite de liberação, terá que designar um representante legal com procuração pública específica. Este representante deve apresentar seus documentos pessoais e comprovante de endereço, além de documentos autenticados no nome do proprietário. Já se for pessoa jurídica, é preciso levar o contrato social, documento de identificação da empresa e do representante legal. 

Taxas

Reboque R$ 86,77
Diária R$ 12,95
Quinta, 30 Março 2017 17:52

Credenciamento

Written by

O credenciamento de idosos e pessoas com deficiência para a utilização das vagas especiais de estacionamento nas vias públicas da cidade e em estabelecimentos privados de uso coletivo é realizado em todas as centrais de atendimento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). A credencial é emitida na hora, podendo ser utilizada imediatamente em qualquer veículo ocupado pelo beneficiado. 

Pessoas na faixa etária acima de 60 anos ou que sejam portadoras de deficiência têm direito garantido no espaço público. Mas, para fazer valer esse direito na hora de estacionar, os interessados devem utilizar a credencial.O processo é simples, sendo necessário apresentar as fotocópias da identidade, CPF e comprovante de endereço atualizado informando que reside em Fortaleza. No caso do deficiente, é preciso acrescentar o laudo médico.  

Atendimento Presencial

Central de Atendimento da AMC

 Rua Monteiro Lobato, número 53 - Bairro de Fátima

 Segunda a Sexta-feira, de 8 às 17h30

 RioMar Fortaleza

 Rua Des. Lauro Nogueira, número 1500 - Papicu

 De Segunda a Sábado, de 8 às 22h

 Vapt-Vupt de Messejana 

 Av. Jornalista Tomaz Coelho, número 602 - Messejana

 De Segunda a Sexta-feira, de 8 às 17h

 Vapt-Vupt do Antônio Bezerra 

 Rua Demétrio Menezes, número 3750 - Antônio Bezerra

 De Segunda a Sexta-feira, de 8 às 17h

Quinta, 30 Março 2017 17:43

Monitoramento

Written by

O trânsito de Fortaleza é acompanhado em tempo real diretamente da Central de Monitoramento da AMC. A partir das imagens reproduzidas por 40 câmeras distribuídas em pontos movimentados da cidade,  é possível observar o comportamento dos veículos e pedestres. A ferramenta auxilia no monitoramento das interferências urbanas e possibilita tomada de decisões imediatas para seus respectivos reparos, melhorando a mobilidade em trechos obstruídos e chegando mais rápido ao local da colisão.

As câmeras estão retomando a operação em pontos estratégicos: centros comerciais da Aldeota e Centro, corredores como as avenidas 13 de Maio, Pontes Vieira, Bezerra de Menezes, Desembargador Moreira, Barão de Studart e locais com vocação turística como Av. Abolição e Av. Monsenhor Tabosa, dentre outros.

Além das câmeras de monitoramento, a Central de Monitoramento também dispõe de um moderno sistema que permite acompanhar a dinâmica do trânsito nas vias onde existem semáforos inteligentes, ou seja, aqueles que são otimizados em tempo real tendo por base as informações obtidas nos laços detectores instalados no asfalto.

Intitulado SCOOT (Split Cycle Offset Optimisation Technique), esse sistema possibilita a comunicação direta dos equipamentos com a central, transmitindo informações com vários indicadores como congestionamento, volume, saturação tempo de viagem e velocidade média dos veículos.

Recentemente, a tecnologia responsável pela comunicação dos semáforos inteligentes passou de via telefônica privada pela de fibra óptica. Essa substituição tem permitido maior estabilidade no sincronismo dos equipamentos, atualização remota de planos semafóricos e intervenção rápida em casos de eventos inesperados.

Modernização

Dentre os 800 semáforos que compõem a rede semafórica da cidade, 55% dos equipamentos são inteligentes. Até o final deste ano a expectativa é de que mais cem passem a contar com essa tecnologia. Atualmente, 100 destes também possuem nobreak, uma espécie de gerador que garante o funcionamento do equipamento em até três horas após a queda de energia.

Outro avanço importante é que 50% do dos semáforos dispõem de LED, proporcionando economia de energia em até 80℅, diminuição no número de lâmpadas queimadas e aumento da segurança viária com a melhoria da visibilidade para os corredores que tem incidência da luz solar.

 

Quinta, 30 Março 2017 17:00

Educação

Written by

A educação é um dos pilares para a boa convivência urbana. Através dela é possível tornar o trânsito mais cidadão e democrático. Considerando a importância desse princípio, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), por meio da Gerência de Educação para o Trânsito (Geduc), desenvolve projetos educativos visando a estimular o respeito entre condutores e pedestres.

Motociclista prudente: quem é consciente não se envolve em acidente

O foco dessa ação é o motociclista, principal agente vulnerável a acidentes de trânsito. Durante a mobilização, realizada em vias movimentadas da cidade, os motociclistas recebem material informativo e dicas sobre medidas preventivas para um tráfego seguro e responsável. Agentes de trânsito também participam da atividade verificando a documentação da motocicleta e do condutor a fim de regularizar a situação dos que estão circulando de forma inadequada.

Travessia Cidadã

O Programa "Travessia Cidadã" tem o objetivo de sensibilizar pedestres e condutores para um convívio social e equilibrado no trânsito. Os "Monitores de Travessia" são credenciados pelo programa para realizar a travessia dos alunos e demais transeuntes na faixa de pedestre, bem como orientar os condutores quanto ao uso correto dos dispositivos de segurança, evitar fila dupla, uso correto da área de embarque e desembarque, evitar parar ou estacionar na faixa e principalmente orientar que todos usem a faixa de pedestre.

Volta às aulas

A ação educativa visa a conscientizar pais, alunos e educadores para uma boa convivência no trânsito. A atividade é desenvolvida através de abordagens educativas e lúdicas na porta das escolas, onde os pais recebem orientações sobre as infrações mais cometidas no entorno dos colégios, como por exemplo: estacionar em fila dupla, estacionar sobre a faixa de pedestres, não utilizar os equipamentos de segurança obrigatórios para o transporte de crianças, entre outros. A fiscalização também é reforçada ao redor das instituições de ensino e motoristas que insistirem em cometer infrações podem ser autuados.

Dê passagem para a vida

Consiste em abordagens lúdicas e educativas nos cruzamentos viários e terminais de integração, cujo propósito é conscientizar a população acerca da travessia segura pela faixa de pedestres, ato tão simples que é capaz de salvar vidas.

AMC nos Bares

Abordagens em bares movimentados de Fortaleza com o propósito de orientar os motoristas acerca da Lei Seca e do perigo de misturar álcool e direção. A Prefeitura está desenvolvendo uma campanha educativa, com divulgação nos próprios canais e nos veículos do Sistema Verdes Mares, para massificar a orientação e alertar os riscos dessa prática.

Criança Cidadã

Direcionado para estudantes do Ensino Fundamental I e II (de 7 a 15 anos) de escolas públicas e/ou privadas e enfoca amplamente a conquista de valores referentes às relações humanas no trânsito, favorecendo o desenvolvimento social da criança. O projeto capacita de forma lúdica alunos acerca de regras básicas de circulação, trânsito e cidadania (uso e respeito à faixa de pedestre, uso do cinto de segurança, obediência à sinalização vertical e horizontal).

Caminhos da Bicicleta

Ação educativa desenvolvida aos domingos em áreas de ciclofaixa para orientar tanto condutores como ciclistas sobre os seus direitos e deveres.

Escola de Mobilidade Urbana

Embora não seja disciplina obrigatória nos colégios, os direitos e deveres no trânsito são repassados diariamente para as crianças na Escola de Mobilidade Urbana. Durante a visita, educadores de trânsito devidamente capacitados intensificam o atendimento aos futuros condutores, conscientizando-lhes sobre como se comportar diante do novo cenário de mobilidade urbana adotado nas grandes cidades.

São repassadas orientações aos alunos a fim de estimular a integração e a convivência pacífica entre todos os atores que compõem o trânsito, seja pedestre, ciclista ou condutor.

 

A estrutura, que tem capacidade para atender cerca de 100 alunos diariamente, recebeu recentemente melhorias de pintura, revitalização das vivências internas e externas, ciclofaixa, arborização, iluminação, renovação da sinalização, reativação do simulador semafórico, painéis educativos do Bicicletar e Bilhete Único, além de um ônibus virtual com plataforma elevatória acessível. Tudo isso para aprimorar o atendimento aos estudantes de instituições públicas e privadas.

Página 1 de 3